Tipos de Mineração – Impactos e Análises Ambientais

As análises ambientais realizadas nas atividades mineradoras passam pelos dois tipos de mineração. Ou seja, lavra a céu aberto e a subterrânea. Em outras palavras, no garimpo de minérios como ouro, estanho, ferro, bauxita, prata, minério de ferro, entre outros, ou na extração de carvão e petróleo, para a atividade de extração acontecer, é necessário ter uma licença ambiental. E para ter essa licença é preciso, entre outras coisas, apresentar laudos técnicos ambientais acreditados.

Na atividade de lavra a céu aberto são feitas análises atmosféricas, de ar ambiente, água subterrânea e superficial. Análises de solo, resíduo, rejeito e efluente. O mesmo acontece na atividade de lavra subterrânea. Porém, as análises são solicitadas de acordo com a necessidade. Não necessariamente é um padrão realizar todas elas e nem mesmo é o laboratório que define quais análises devem ser feitas.

Quando a empresa passa pelo processo para obter a licença ambiental, terá necessariamente que apresentar o IEA-RIMA do empreendimento. Ou seja, um estudo de impacto ambiental e o relatório de impacto (social, econômico e ambiental). A licença de instalação e de operação de certo modo dão algumas diretrizes sobre as análises que serão necessárias dentro dos tipos de mineração.

A lavra a céu aberto extrai o minério que está próximo à superfície e a subterrânea o que está distante. Na mineração do ouro, por exemplo, a concentração de lama pode condensar substâncias contaminantes que impactam diretamente o solo. Para conter ou “represar” os rejeitos, na atividade de lavra a céu aberto, são construídas as barragens

Tipos de Mineração – Análises e Impactos

Observar alterações no entorno que podem ser gatilho de que algo está errado faz parte de um trabalho integrado de gestão ambiental. A baixa oxigenação da água, por exemplo, pode ser um desses sinais ou gatilhos que indique uma contaminação. A partir disso as análises podem ajudar a identificar o problema.

  “Alta quantidade dos rejeitos de minério de ferro, abaixa o nível de oxigenação da água.”

As análises ambientais dentro dos tipos de mineração podem detectar metais, série de sólidos que pode gerar particulado na água, superficial ou subterrânea.

Uma análise ambiental de água, próximo a algum local onde haja atividade de mineração, pode encontrar por exemplo, Óxido de Ferro (FeO), Manganês (Mn), Dióxido de Silício (SiO₂), Arsênio (As), entre outras substâncias provenientes dos rejeitos da atividade.

Mas nem só de contaminação se trata o impacto ambiental. Em lavra subterrânea por exemplo, devido à necessidade de bombear água do subsolo, pode haver rebaixamento do lençol freático, sendo este um impacto nas reservas de águas subterrâneas, sem que estejamos falando de contaminação.

Cuidados com a amostra e equipamentos de coleta 

As análises ambientais de todos os tipos de mineração são feitas por técnicos especializados. E são muitos os cuidados. Tanto do equipamento adequado para fazer a coleta, quanto dos frascos para preservar as amostras. A pessoa que fará a coleta também precisa saber quais fatores são relevantes com relação ao local, horário, condições da amostra, etc.

Numa coleta de amostra em água superficial, o profissional pode usar, por exemplo, a garrafa de Van Dorn. Quando a coleta é feita em uma caixa de efluente, o balde de aço inox 316 com braço retrátil é mais indicado.

“O uso do equipamento adequado é essencial. Especialmente quando existe a necessidade de se fazer uma coleta com maior representatividade, em um rio ou lago, por exemplo, que permite uma coleta longe das margens.”, explicou o coordenador de projetos da Mérieux NutriSciences, Pedro Gonçalves.

Além do equipamento adequado e a capacitação técnica, Gonçalves explicou ainda a necessidade de um conjunto de frascarias específicas e equipamentos de apoio, como por exemplo caixas térmicas para manter os parâmetros da amostra, entre outros.

Tipos de Mineração - Garrafa Von Dorn

O Butiscafo é outro equipamento que pode ser utilizado na coleta de água para verificar entre outras coisas a oxigenação. O técnico pode usar ainda um oxímetro e fazer essa avaliação, em campo, do nível de oxigênio da água para realizar esse tipo de monitoramento.

Tipos de Mineração - Butiscafo

O cuidado com o fator humano também é algo fundamental em uma situação de coleta de amostra.

Tipos de Mineração

Quando realizar uma nova amostra?

No caso da desativação de áreas, ou descomissionamento, também são realizadas novas análises. Em outras palavras, quando alguma empresa encerra suas atividades, o laudo técnico ambiental atesta se restou passivos ambientais no local.

Porém, não é o laboratório que determina a atualização e o pedido de novas análises. Essa questão é observada pelo departamento de gestão ambiental de cada empresa. Por meio de um monitoramento, a gestão ambiental costuma realizar pedidos periódicos.

Por fim, como qualquer outra atividade, é importante que o monitoramento seja feito periodicamente. Estar sempre atento aos sinais para agir preventivamente sem dúvida é o mais indicado. E, na dúvida, certamente conte com a Mérieux NutriSciences para atualizar seus laudos ambientais. Lembrando que tanto os laudos quanto nosso laboratório atuam dentro dos parâmetros acreditados pelos órgãos ambientais

Escrito por

Mérieux NutriSciences

Como parte do Institut Mérieux, a Mérieux NutriSciences é um dos maiores grupos de laboratórios do mundo e se dedica a proteger a saúde dos consumidores, oferecendo uma vasta gama de serviços de análises laboratoriais às empresas e indústrias.

Receba nossas novidades