NBR 10.004/2004 e a classificação correta de resíduos

Como a NBR 10.004 pode auxiliar a proteger a saúde do planeta por meio da classificação e descarte correto de resíduos.

A classificação de resíduos conforme a ABNT NBR 10.004/2004 determina os principais aspectos físico-químicos-biológicos de uma massa de resíduos, ela nos dá um panorama sobre quais os principais impactos ambientais que os resíduos podem gerar em seu descarte.

Assim sendo, de acordo com sua classificação podemos determinar qual o correto gerenciamento destes resíduos – coleta, transporte e destinação final.

O relatório de ensaio com a classificação do resíduo poderá ser o diferencial neste processo, gerando mais opções e alternativas mais baratas para destinação final, como; incineração, co-processamento, uso agrícola, entre outros, processos estes que podem contribuir para a minimização ou eliminação do passivo ambiental da organização.

Como funciona a classificação de resíduos?

Para classificar um resíduo será necessário a identificação do processo ou atividade que lhes deu origem, além de seus constituintes e características com listagens de resíduos e substâncias cujo impacto à saúde e ao meio ambiente é conhecido. A identificação dos constituintes a serem avaliados na caracterização do resíduo deve ser criteriosa e estabelecida de acordo com as matérias-primas, os insumos e o processo que lhe deu origem.

A NBR 10.004/2004 da ABNT dispõe sobre a classificação dos resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública para que possam ser gerenciados adequadamente.

Conheça as 3 classes de resíduos:

Resíduos Classe I – Perigosos:

Aqueles que apresentam periculosidade, conforme definido no item periculosidade, ou uma das características como inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade, patogenicidade.

Resíduos Classe II A – Não Inertes:

Aqueles que não se enquadram nas classificações de Resíduos Classe I – Perigosos ou de Resíduos Classe II B – Inertes, nos termos da norma ABNT NBR 10.004:2004.

Os Resíduos Classe II A- Não Inertes podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.

Resíduos Classe II B – Inertes:

Quaisquer resíduos que, quando amostrados de uma forma representativa, segundo a ABNT NBR 10.007:2004, e submetidos a um contato dinâmico e estático com água destilada ou deionizada, à temperatura ambiente, conforme ABNT NBR 10.006:2004, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados a concentrações superiores aos padrões de potabilidade de água, excetuando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor.

Escrito por

Mérieux NutriSciences

Como parte do Institut Mérieux, a Mérieux NutriSciences é um dos maiores grupos de laboratórios do mundo e se dedica a proteger a saúde dos consumidores, oferecendo uma vasta gama de serviços de análises laboratoriais às empresas e indústrias.

Receba nossas novidades