Áreas Contaminadas – Impactos e Análises Ambientais 

Em razão da prevenção à saúde pública, as análises ambientais de áreas contaminadas são feitas na fase de descomissionamento. Sendo assim, são análises que entram no contexto da construção civil, mas não se limitam apenas a ele.

Em outras palavras, dentro do segmento da construção civil, na etapa de obra, não há uma demanda muito grande de análises ambientais. “Porém, quando se trata de grandes canteiros e empreendimentos de grandes proporções e estruturas, pode haver a necessidade de uma análise de potabilidade, por exemplo.”, explicou o Gerente de Laboratórios da Mérieux NutriSciences, Arnaldo Ribeiro.

A maior demanda de análises ambientais em áreas contaminadas, segundo Arnaldo, se dá na fase de descomissionamento. Ou seja, antes mesmo da obra ou aprovação do empreendimento ser realizada. Isso porque o laudo técnico ambiental faz parte da documentação prévia para aprovação do empreendimento. “O laboratório faz as análises, identifica se há ou não contaminação no local e entrega o laudo. Caso haja alguma contaminação, estará identificada no laudo e então o responsável pelo projeto toma as medidas cabíveis para recuperação da área e segue com os próximos passos do projeto.”, comentou Arnaldo.

Descomissionamento de Áreas Contaminadas

O descomissionamento é o processo que antecede qualquer obra ou empreendimento. É nessa etapa que os órgãos ambientais exigem os laudos técnicos. Essa exigência é feita para qualquer área com fins habitacionais. Por exemplo, a construção de pontes ou outros projetos que envolvam, direta ou indiretamente, a saúde pública. Nesses casos, as principais análises realizadas são de solo e águas subterrâneas. 

É também no descomissionamento que são feitas as triagens de resíduos. As análises são feitas tanto quando algo é construído quanto no momento de desativação. Em outras palavras, o descomissionamento é a etapa do planejamento de “ativação” ou desativação em áreas contaminadas. 

Os laudos ambientais em áreas contaminadas não têm prazo de validade restrito. Porém, há o programa de monitoramento realizado com frequência de amostragem. Esse programa pode variar de acordo com o objetivo e característica de cada situação.

“Um relatório que pede uma caracterização daquele momento específico, após 2 anos, vai continuar representando o que estava posto no momento que foi feita a análise. Claro que, se o objetivo é avaliar a evolução ou algum outro aspecto, se faz necessário o monitoramento, para inclusive gerar um quadro comparativo. Mas, no caso do exemplo que mencionei, o que foi feito há dois anos, ainda é válido. Ainda que seja apenas para se ter um parâmetro. Então, quanto mais distante do momento da coleta, os dados serão diferentes. Porém, ainda são válidos para fins de relatórios, por exemplo. Por outro lado, quanto às licenças de operações, já são outras questões.”, explicou Arnaldo Ribeiro. 

Análise Ambiental em Áreas Contaminadas

Em uma análise ambiental feita nas amostras coletadas em áreas contaminadas, podem ser encontrados compostos orgânicos voláteis e contaminantes de atividades industriais. Todas as coletas são feitas por profissionais habilitados com capacitação técnica. Além disso, é essencial o uso de recipientes específicos, de acordo com os valores orientadores da CETESB.

Cada coleta tem suas especificidades e buscam evitar uma contaminação cruzada, tanto do equipamento utilizado, quanto do operador, como do local amostrado. Assim como, garantir a representatividade do parâmetro de interesse. Isso se aplica a qualquer coleta, por isso existe um passo a passo para cada uma delas.

De modo geral, não há necessidade de nova amostra para contra prova. Porém, quando há uma situação de investigação aprofundada, pode acontecer o pedido de uma nova coleta.

Empresas que atuam com aluguel de caçambas de entulho de obras, por exemplo, fazem análise de classificação do resíduo, conforme a NBR 10.004, com o objetivo de dar a destinação adequada ao resíduo. Segmento que também faz parte do escopo e área de atuação da Mérieux NutriSciences. Uma NBR de análise de resíduo leva em média 15 dias úteis para ser concluída.

Análise Ambiental de Solo

Dividida em solo contaminado, sedimentos e solo agrícola, as análises ambientais deste recurso natural desempenham papel fundamental também para a saúde humana.

Para a caracterização do uso da área com fins residenciais ou comerciais, parques, área industrial e também descarte é feita a análise de solo contaminado.

O prazo para a entrega de um laudo de análise ambiental de solo em áreas contaminadas gira em torno de 10 dias úteis.

Análise Ambiental de Águas Subterrâneas

Os aquíferos ou águas subterrâneas são destinados ao consumo humano e por isso sua análise pró preservação é tão relevante. São consideradas águas subterrâneas para fins de análises ambientais as que se encontram nas formações rochosas ou debaixo da superfície.

Caso esta água esteja contaminada por atividades antrópicas ou industriais a ingestão ou consumo será nociva à saúde humana.

A Mérieux NutriSciences oferece serviços para monitoramento das águas subterrâneas com coleta de amostra e análise, com emissão de laudos acreditados.

Dentro dos serviços para monitoramento ambiental de águas subterrâneas realizado pela Mérieux NutriSciences estão as análises:

  • Físico-químicas;
  • Microbiológicas;
  • Ecotoxicológicas;
  • Entre outras.

“O monitoramento de águas subterrâneas, por exemplo, pode durar até 10 anos. São análises feitas de tempos em tempos. Contudo não necessariamente estão ligadas à construção civil, mas ao monitoramento de áreas contaminadas.”, ressaltou Arnaldo Ribeiro.

Assim como o prazo da análise de solo, o laudo de análise ambiental de água subterrânea leva em média 10 dias úteis.

APP e APA

Qualquer empreendimento em uma área de APP ou APA precisa passar pela etapa de licenciamento ambiental. Seja uma ferrovia, uma ponte ou uma construção. No caso de empreendimentos em propriedades rurais, localizados em área de preservação ambiental, o código florestal determina que não é permitido mexer na área preservada.  Neste contexto é feito o monitoramento ambiental de impacto de atividades agrícolas.

Para avaliar o antes e depois do empreendimento, são realizadas análises de fatores da água, bióticos e abióticos. Ou seja, físico-químicos. Ao longo do tempo essas avaliações monitoram a qualidade dos recursos hídricos com o objetivo de tomar medidas de mitigação de impacto. 

“As licenças de operações têm o monitoramento de renovação que pode variar de 2 a 4 anos, ou mais. Vai depender realmente do tamanho e proporção de cada empreendimento. Mas, de modo geral, o monitoramento é contínuo para garantir que tudo está dentro da norma do licenciamento.”, destacou Arnaldo.

Dentro da Mérieux NutriSciences além da prestação do serviço de análises ambientais, com laudos acreditados, desenvolvemos equipamentos e parcerias técnicas com nossos clientes. Nosso relacionamento é aberto ao debate e explanação de dados, com disponibilidade da nossa equipe técnica, treinada para dar suporte aos clientes com total transparência em todos os processos de análises.

Escrito por

Mérieux NutriSciences

Como parte do Institut Mérieux, a Mérieux NutriSciences é um dos maiores grupos de laboratórios do mundo e se dedica a proteger a saúde dos consumidores, oferecendo uma vasta gama de serviços de análises laboratoriais às empresas e indústrias.

Receba nossas novidades