Análises ambientais – como saber quais são essenciais ao meu negócio?

Análises ambientais são feitas da atmosfera, de resíduos, da água, do ar e do solo. A legislação ambiental contempla também esse fator e para identificar quais são essenciais ao seu negócio é preciso segmentar a atividade e área de atuação analisando os passivos gerados.

A PCS – Produção e Consumo Sustentáveis – integra a gestão ambiental  e tem como objetivo reduzir os impactos negativos causados ao meio ambiente em consequência dos processos de produção e de consumo. De modo integrado ao sistema de gestão, estimula o uso inteligente e sustentável dos recursos naturais, reduzindo a extração de matéria prima fomentando a aplicabilidade de energia limpa renovável no processo; gerando menos passivos ambientais. Desse modo potencializa a realização de práticas menos invasivas e nocivas à saúde.

O modelo insustentável de consumo dentro da sociedade industrial passou por uma revisão que deu origem ao PCS, que tem se modificado com o passar do tempo para preservar cada vez mais os recursos naturais.

Análises ambientais de cada negócio

A  PCS também busca eliminar, por meios legais, as substâncias tóxicas do processo produtivo, bem como o uso de matérias primas perigosas ou mesmo com risco de extinção. Tudo o que passa pelo processo produtivo vai gerar um passivo ambiental, seja solto na atmosfera ou por meio de efluentes ou resíduos; logo esse controle do que é usado no processo é fundamental para diminuir a toxicidade dos passivos.

Para saber quais análises ambientais sua  empresa deve fazer para não correr risco de multa e/ou outras penalidades legais previstas na legislação ambiental, é preciso conhecer bem sua atividade e passivos que gera.

Água

Se o seu negócio funciona  em um espaço físico onde compartilha o uso da água, é  necessário fazer análise ambiental dela. O que vai diferenciar o tipo da análise nesse caso é, se será de potabilidade, residual, subterrânea ou superficial.

Solo

A análise do solo se divide em contaminado, agrícola e sedimentos, mas solicitar um laudo técnico independe de porte ou área de atuação. Isso porque quando uma pessoa, física ou jurídica, compra um pedaço de terra; seja ele uma sala comercial ou uma fazenda, se torna automaticamente responsável por ela, e pelo passivo histórico que ela carrega. Por exemplo: uma empresa que compra uma terra para plantar e depois por alguma razão identifica que há algo errado, quando solicita uma análise de solo e detecta alguma contaminação, a responsabilidade é dela, ainda que já tenha comprado o bem contaminado.

O exemplo anterior vale também para casos de imóveis urbanos. Entre as muitas experiências dentro dos laboratórios da Mérieux NutriSciences, um de nossos clientes, após sentir um cheiro forte em uma de suas salas comerciais, solicitou análise do ar e em seguida do solo, por meio de um pedaço do piso. Foi detectado uma contaminação que, segundo o cliente supostamente era consequência da antiga empresa instalada ali. Mas, quem precisou resolver a situação foi ele, pois não verificou antes de adquirir o imóvel.

Porém nem todos os tipos de negócios estão no escopo da lei que obriga a análise e o laudo para liberação da licença ambiental. Se você tem uma padaria não precisa, mas recomenda-se. Já empreendimentos imobiliários são obrigados por lei a apresentar, entre outros, o laudo técnico do solo.

AR

A análise do ar pode ser feita tanto de ambientes internos quanto externos. Espaços hospitalares, laboratórios químicos e outros do segmento podem ter excesso de material particulado de éter no ar e deixar o ambiente interno com cheiro forte de éter por essa razão. Por meio da análise do ar é possível identificar esse material particulado e entender o que está causando o cheiro forte.

Uma empresa de limpeza pública onde muitas vezes no galpão, ou seja, também ambiente interno, tem forte odor desagradável, que não consegue se identificar o que é, a análise do ar irá identificar se há material particulado de coliforme fecais ou outro no ar e saber o que está causando o mal cheiro.

Ambientes externos como postos de combustíveis podem também fazer a análise do ar quando o cheiro de gasolina, etanol, gás ou qualquer outro estiver muito forte. Assim será possível, entre outros fatores, investigar se está havendo vazamento.

Há também a análise de ar do solo para identificar gases tóxicos e ar de poços perfurados. 

Atmosférica

A análise ambiental atmosférica é solicitada, em um panorama geral, pela legislação para o setor produtivo industrial por terem atividades que geram passivos ambientais atmosféricos. Mas, se o seu negócio for pequeno ou médio e descartar gás, fumaça ou algum passivo atmosférico, é bom ter um laudo antes que a fiscalização bata a sua porta. Em tempo, não estamos nos referindo a chaminés de pizzarias ou pequenos negócios com este perfil. Nesse caso possivelmente a fiscalização irá solicitar o laudo da análise da água; que é algo mais geral.  

Resíduos

Toda atividade humana gera resíduo. Porém existe uma classificação para o descarte correto de cada tipo de resíduo e, quando necessário, dependendo da classificação é exigido a análise ambiental dele.

As análises ambientais identificam toxicidade e outros fatores que, combinados ou isolados, afetam a segurança e impactam a saúde humana. Para saber se sua empresa precisa fazer análise de resíduo consulte a PNRS.

Seja qual for sua dúvida ou necessidade dentro das análises ambientais estamos à disposição para lhe ajudar! 

Escrito por

Mérieux NutriSciences

Como parte do Institut Mérieux, a Mérieux NutriSciences é um dos maiores grupos de laboratórios do mundo e se dedica a proteger a saúde dos consumidores, oferecendo uma vasta gama de serviços de análises laboratoriais às empresas e indústrias.

Receba nossas novidades